2.1.07

"Irará nada!" Na virada.

Virada de ano. Teve festa na roça, mas no centro da cidade, nada. Os foguetes, de particulares, que brindaram a chegada do ano foram bem tímidos.
.
Uma senhora me disse que: “uma prefeitura tá de luto; a outra tá falida...”. Hei! Cidade com duas prefeituras??? Nunca vi. Mas, mesmo sem “cascata de fogos”, Irará “nada” na virada do ano.
.
É melhor não ter foguetório. Porque é bom não desperdiçar dinheiro com fogos. Preferível gastar com água. Ainda mais nesse verão que promete ser de arrasar.
.
Mas bem que podiam arranjar uma coisinha para o povo fazer na virada. Esperar até os primeiros acordes da charanga já próximo do sol nascer, é dose. E bota dose e copo nisso.
.
Como costumava dizer um cidadão num certo palanque. “Tal lugar tem isso; não sei onde tem aquilo outro; e Irará... Nada!” Agora nada de braçada nesse mar-asmo. Eitha. Isso é que uma cidade onde a vida cultural “vai bem”. A lavagem vem aí, lá, lá, lá!

Um comentário:

Jamile disse...

ée...desde pequena que sei que época de festa em Irará n quer dizer nada.. eu nunca vi uma cidade tão parada.